7 passos para não sair de forma!

Estando de dieta ou não, no inverno ou no verão, sempre buscamos cuidar do nosso corpo para nunca sair de forma. Muitas pessoas acabam buscando dietas milagrosas e, com isso, deixam de comer determinados alimentos ricos em vitaminas e minerais ou carboidratos que são fundamentais para nossa saúde. Por este motivo, acabamos de listar sete passos primordiais para que você consiga manter a forma de uma maneira saudável, sem sofrimentos e sem ter que mudar radicalmente sua alimentação diária.

1-      Não deixe de tomar café da manhã

O café da manhã é a refeição mais importante do dia, por isso em alguns casos vale a pena acordar mais cedo para dar tempo de saborear um café completo e saudável composto por frutas, cereais ou pães integrais, queijos magros, além de leite ou iogurtes na versão desnatada.

2-      Almoço saudável

No almoço, invista na famosa mistura do arroz e feijão, que apesar de ser temida e deixada de fora do cardápio, é uma combinação interessante por fornecer proteínas como aquela encontrada nas carnes. Mas lembre-se: coma sem exageros.

Frituras podem compor o prato, mas não todos os dias. O peixe deve ser incluído no cardápio pelo menos uma vez por semana. Já os vegetais, legumes e um tipo de carne, dando preferência sempre por versões cozidas, assadas ou grelhadas, devem ser ingeridos em porções diárias.

Para quem se alimenta na rua, é importante tomar alguns cuidados:

ü    Em restaurante por quilo, não deixe de lado as saladas por conta de massas e frituras. Faça um prato equilibrado.

ü    Em Fast-foods, é preciso tomar cuidado, já que há opções supercalóricas que, se consumidas com frequência, podem causar aumento de peso.

 

3-      Excessos noturnos

Devemos tomar cuidado com os excessos noturnos, pois além de interferir na qualidade do sono, comer demais à noite compromete a liberação do GH (hormônio do crescimento), que nos adultos favorece a utilização das gorduras corporais e preserva a musculatura.

Neste período, aumente o consumo de saladas cruas, seguido de legumes e verduras cozidas, prefira carnes brancas, como aves e peixes assados, grelhados ou cozidos. O consumo de arroz e feijão também deve ser reduzido à metade. Para aqueles que adoram beliscar antes de dormir, o ideal é trocar doces por frutas ou até mesmo optar por um copo de leite desnatado mormo com canela, que auxilia na qualidade do sono.

 

4-      Frituras e gorduras

É perfeitamente possível incluir no cardápio alimentos fritos ou que contenham gordura, desde que não se tenha problemas como esteatose hepática, (mais conhecida como “fígado gorduroso”) entre outros, porém é recomendado que o consumo seja moderado e esporádico. As opções assadas ou grelhadas, sem dúvida, são mais saudáveis e oferecem mais vantagens à dieta.

5-      Consumo de líquidos

Quando o assunto é líquido, o essencial é ingerir cerca de dois litros de água por dia, mesmo em épocas mais frias como o inverno. Trocar o leite ou iogurtes integrais pelas versões desnatadas também é uma boa opção, além de não exagerar nos sucos industrializados, já que algumas versões são cheios de açúcares. Tome sucos naturais, preferencialmente sem coar, para que forneçam mais fibras.

Os refrigerantes, além de comprometerem a manutenção do peso, podem atrapalhar a absorção de micronutrientes como vitaminas e minerais. Já as bebidas alcoólicas são um item perigoso, pois possuem calorias que vêm desacompanhadas de nutrientes.

6-      Belisque os alimentos certos

Na hora que bater aquela vontade de beliscar algo, opte por alimentos mais saudáveis como: frutas frescas picadas, frutas secas sem adição de açúcares, nozes, castanha do Pará, amêndoas, queijos frescos, barra de cereal com frutas, gelatina diet (para aqueles que não têm prisão de ventre), água de coco, cereal matinal integral sem adição de açúcar, bolacha integral salgada com gergelim e iogurte desnatado de frutas. Lembrando, que as porções podem ser pequenas, cerca de uma xícara ou 150 ml, já que as refeições é que devem ser bem completas.

7-      Onde comer

O local onde é feita a refeição é de extrema importância para manter a boa forma. Se a refeição é realizada em frente à TV, por exemplo, a tendência é ter uma mastigação ruim e, com isso, a saciedade é alcançada mais tarde, favorecendo assim um consumo maior do que o necessário. Além disto, esta prática pode implicar no aparecimento da gastrite. O ideal para realizar uma boa refeição é sentar-se à mesa com pessoas queridas num ambiente tranquilo.

Para manter a forma o segredo é sempre consumir alimentos saudáveis como frutas, verduras e hortaliças de preferência frescas e os alimentos grelhados, assados ou cozidos podem ser consumidos, mas sem exageros e fazendo escolhas mais interessantes do ponto de vista nutricional para conseguir levar uma vida saudável sempre.

Por Dra. Cátia Medeiros

www.atualnutricao.com.br