A importância do acompanhamento nutricional para os idosos

A expectativa de vida dos brasileiros está cada vez maior, dados do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística- apontam que o tempo de vida obteve um aumento de 25,4 anos, indicando que a população brasileira está mais velha, por isso é fundamental ter atitudes que preservem a saúde e retardem os efeitos deste envelhecimento.

Nesta fase é fundamental tomar alguns cuidados com a alimentação, principalmente porque quando moram sozinhos, em casa de familiares ou em instituições, os idosos acabam tendo seus hábitos e escolhas alimentares prejudicados, já que muitas vezes não têm uma alimentação adequada à idade.

A alimentação auxilia na manutenção de todos os nossos processos vitais, além de tratar e prevenir alguns processos naturais que acontecem nesta faixa etária como:

1.  Retardar a perda da massa muscular;

2.  Garantir maior palatabilidade dos alimentos, já que com o passar dos anos o apetite diminui, principalmente por conta de alteração no paladar;

3.   Prevenir e amenizar perdas de massa óssea, entre vários outros fatores.Através de um acompanhamento nutricional conseguimos elaborar uma dieta adequada que assegura a ingestão diária de proteínas, gorduras e carboidratos, assim como de vitaminas, minerais e fibras de acordo com as necessidades diárias de cada idoso.

Confira abaixo algumas dicas nutricionais para esta faixa etária:

  • Comer devagar e mastigar bem os alimentos;
  • Fazer um cardápio bem variado, com refeições atrativas e saborosas;
  • Reduzir o consumo de açúcar e sal e gorduras principalmente as de origem animal;
  • Preferir frutas e verduras frescas, já que o cozimento exagerado diminui o conteúdo de vitamina C;
  • Dar preferência à água e sucos naturais.

Por Dra. Cátia Medeiros